ANTÍDOTO

Pergunte a alguém mais

velho se ele imaginava que

pessoas ganhariam a vida

fazendo videos para internet

A gente evoluiu vivendo durante milênios

em sociedade que exigissem que

fizéssemos muitas coisas pra viver.

 

A noção de que a gente via se especializar em

um tipo de trabalho e aquele vai ser nosso

ganha pão, é uma noção relativamente nova.

 

Os adolescentes são um pouco comprometidos

social e biologicamente na hora de fazer

escolhas a longo prazos.

Aos 13 anos pedi ajuda pro meu pai para comprar um notebook criei um canal no Youtube e nesse momento pela primeira vez eu tive contato com editores como Photoshop e Sony Vegas.

Foi amor a primeira vista, então comecei a pesquisar sobre edição de video e imagem, tentei modelagem 3D, criação de jogos e até mesmo músicas.

Era tudo uma paixão que eu usava para

laser, diversão e aprendizado, eu amava a

sensação e estar criando algo totalmente

meu, vindo da minha craitividade e feito

do meu jeito!

Bom essa paixão não era por Desginer, e sim por poder criar algo exatamente do meu jeito, e sim nesse momento eu já sabia que meu caminho era o audio visual.
Então quer dizer que a resposta estava sempre em baixo do meu nariz?
Bom, dos 13 anos aos 18 anos são 5 anos de diferença, foram 5 anos me aprofundando em designer e edição de video POR DIVERSÃO, mas cara é uma bagagem muito grande, eu só precisava saber como o mercado funcionava, então comecei a pegar alguns clientes e logo fui notado por uma empresa exatamente faltando 6 meses para acabar o último ano do colégio.

Sendo breve, eu me senti perdido em meio a tantas indecisões que um adolecente passa no seu último ano de colégio, “será que vou passar na faculdade?” ou “o que eu seguir de carreira?”

Eu estava focado em saber qual
curso ou faculdade fazer e isso
me deixava maluco, mas a linha
tênue entre o que eu fazia por
diversão e o que eu poderia fazer
profissionalmente era a mesma.

O conteúdo desta página é protegido por direitos autorais.